John D. Rockefeller

Por:Caio Peixoto
Biografias

01

Sep 2016



JOHN D. ROCKEFELLER

 

John D.Rockefeller foi um empresário e investidor do setor petrolífero, onde fez sua fortuna, hoje avaliada em 340 bilhões de dólares.

Considerado um dos homens mais ricos de toda história, Rockefeller revolucionou o setor petrolífero e proporcionou as bases para uma das maiores fundações filantrópicas dos Estados Unidos da América.

Rockefeller começou a trabalhar logo depois de terminar a escola secundária como guarda-livros, onde ganhava quatro dólares por semana. Obcecado com a independência profissional e financeira, fez um empréstimo de US$ 1.800,00 para criar seu primeiro negócio, em sociedade com Maurice Clark, de óleo de baleia, à época licitamente comercializado e que prosperou principalmente após o início da guerra civil, em 1861, quando o exército passou a demandar tais produtos pela quantidade de proteínas que possuía e por ser de fácil transporte, armazenamento e demorada expiração, já que vinha enlatado.

Durante a década de 1850 o petróleo estava começando a ser explorado e negociado como uma fonte de energia muito rentável e segura, substituindo o óleo de baleia, principalmente para funções como iluminação. Em 1863, Rockefeller e Clark investiram US$ 4.000,00 juntamente com Samuel Andrews para construir e operar sua primeira refinaria de petróleo. Após comprarem a segunda refinaria, os interesses entraram em conflito e Rockefeller comprou a parte de ambos os sócios, além de dissolver a empresa de óleo de baleia, se concentrando apenas no setor petrolífero.

Em 1870, foi criada a Standard Oil Company por uma fusão de ambas as refinarias e o sonho de Rockefeller passou a ser reunir todas as refinarias de Cleveland, Ohio. Dois anos depois a Standard era a maior empresa do setor no país, com 80% das indústrias de refino de Cleveland, obtendo uma produção de 10 mil barris por dia. À medida que os campos de petróleo se expandiam, a Standard começou a adquirir refinarias em Nova Iorque, Filadélfia e Pittsburgh, além de investir nos oleodutos, um novo modelo de transporte, permitindo a descentralização do transporte por meio de ferrovias.

A partir de 1880, com a ascendente demanda por derivados do petróleo e por combustível para indústrias e motores a combustão, o controle do setor somente nos Estados Unidos já não bastava. Começava a corrida por uma forte colocação internacional. Apesar de obter grande parte da exportação estabelecida para a Europa, a Standard começou a ter uma forte concorrência do Cáucaso russo (região entre o mar Negro e o mar Cáspio), o que levou à formação de um cartel que permitiu fragmentar a empresa, em 1881. Já em 1891, a Standard era responsável pela extração de 25% de todo o petróleo cru dos EUA.

Em 1890, John D.Rockefeller teve uma recomendação médica para se afastar dos assuntos diários da Standard Oil Company, e dedicou o resto de sua vida à caridade, criando uma Fundação que distribuiu milhões de dólares para obras de educação e saúde em todo o mundo, até os dias de hoje.

Em 1908, a Standard foi dividida em 38 subsidiárias que foram transferidas de volta aos seus acionistas originais, devido ao julgamento de um promotor designado por Roosevelt, sendo considerado como um cartel excessivo. Ironicamente, Rockefeller foi beneficiado pela divisão, sendo que possuía grande parte das ações negociadas do cartel, divisão na qual, obteve um portfólio diversificado em empresas petrolíferas altamente lucrativas.

Viveu seus últimos dias em sua residência na Flórida, morrendo aos 97 anos.

Referências:

http://top10mais.org/top-10-pessoas-mais-ricas-de-todos-os-tempos/

Livro Forbes – As maiores histórias do mundo dos negócios – Daniel Gross – Editora Schwarcz LTDA.

The following two tabs change content below.

Latest posts by Caio Peixoto (see all)


Comente com o Facebook

Compartilhe:

contato@ilmg.org.br