Entrevista com Guilherme Vasconcelos sobre o projeto Doadores Brasil

doação de sangue

Por:Pedro Henrique
Colunas

10

Apr 2017

Em uma época de crescente egoísmo e de indivíduos cada vez mais fechados em seus sítios de exclusivismos, esquecendo-se por vezes das pessoas que os cercam, as iniciativas de caridade surgem como um sopro de esperança na sociedade pós-moderna. Existem inúmeras maneiras de salvar vidas, mas, com certeza, uma das mais efetivas e fáceis de realizar é a doação de sangue. Todavia, “em termos gerais, somente 1,8% da população brasileira entre 16 e 69 anos doam sangue”, afirma a BBC Brasil. A doação de sangue não é apenas um gesto de vida, mas uma necessidade humanitária crescente em todos os países, inclusive no Brasil.

Diariamente, pessoas ficam entre a vida e a morte e o fio de esperança que lhes restam passa pela bolsa de sangue, que eles recebem para vários fins. Segundo a Agência Brasil, para que as doações de sangue cheguem a um nível satisfatório elas devem aumentar mais da metade no nosso país. Uma batalha honrosa e digna no qual cada um pode tomar sua espada e ir à luta pela causa mais nobre de todas: salvar vidas. O que nos resta, como mídia e indivíduos conscientes, é comprar essa ideia e doarmos nosso sangue àqueles que necessitam.

E uma das formas de realizar de fato um gesto humanitário é apoiar e difundir a iniciativa “Doadores Brasil”. Exatamente por isso, o Instituto Liberal de Minas Gerais (ILMG) conversou com Guilherme Ítalo Vasconcelos, um dos idealizadores do projeto. Ele nos conta mais sobre o projeto Doadores Brasil, como a iniciativa pode alavancar as doações de sangue no Brasil e como nós podemos efetivamente ajudar e contribuir com a causa.

 

Entrevista

ILMG: Como surgiu a ideia do “Doadores Brasil”?

Guilherme Ítalo Vasconcelos: “A ideia surgiu de um amigo que participou de uma fase difícil de uma conhecida dele. E quando estávamos no Rotaract, uma organização de jovens vinculada ao Rotary, decidimos iniciar esse projeto em meados de 2013”.

 

ILMG: Vocês acreditam que as iniciativas solidárias podem crescer no meio da crise em que vivemos?

Guilherme Ítalo Vasconcelos: “Claro. Acreditamos que sempre há espaço para iniciativas que visam melhorar a sociedade e o bem-estar da população. Apesar de estarmos em um mundo egoísta, iniciativas como o Doadores Brasil estão crescendo muito no Brasil e no mundo”.

 

ILMG: Qual a importância da doação de sangue no Brasil?

Guilherme Ítalo Vasconcelos: “De acordo com o Ministério da Saúde, 1,8% da população brasileira doa sangue. Visto esse cenário, temos grandes problemas, como a falta de bancos de sangue de todos os tipos. O Doadores Brasil surgiu para ajudar pessoas que necessitam de doação a encontrar possíveis doadores de sangue, facilitando assim a família em um momento complicado”.

 

ILMG: Como a iniciativa privada pode contribuir?

Guilherme Ítalo Vasconcelos: “A iniciativa privada contribui de forma a incentivar a empresa e seus colaboradores a se tornarem doadores, além de campanhas que podem ser feitas para que pessoas vinculadas a qualquer instituição realizem doações. Parcerias com nosso projeto também são bem-vindas”.

 

ILMG: Por fim, como o público pode participar efetivamente dessa campanha? Seja como doador ou com pedidos de doação.

Guilherme Ítalo Vasconcelos: “Para participar como doador você deve se tornar um usuário do sistema através do cadastro selecionando a opção de ser doador e preenchendo todos os campos necessários. A partir daí você, doador, entra em uma listagem capaz de ser encontrado e contatado por quem necessita de doações. Caso você não seja doador ou esteja impossibilitado de doar e necessite de doações, você deve cadastrar e marcar a opção como não doador, podendo, após isso, pesquisar os doadores pelos filtros de estado, cidade e tipo sanguíneo. A partir de então é possível entrar em contato diretamente por telefone com os doadores em potencial cadastrados. Além disso, também é possível fazer uma solicitação através da área do doador. Essa solicitação é enviada para os nossos potenciais doadores da região e também adicionada em nossas redes sociais”.

 

Agradecendo o espaço do ILMG, o idealizador do projeto finaliza convidando todos para conhecerem e participarem do Doadores Brasil.

 

Agradecemos a oportunidade de apresentar um pouco do nosso trabalho. E convidamos a todos a conhecer a plataforma www.doadoresbrasil.com.br. Necessitamos da ajuda de todos para que alcancemos o maior número de doadores possível”, conclui Guilherme Ítalo Vasconcelos.

The following two tabs change content below.

Pedro Henrique

Colunista do Instituto Liberal de Minas Gerais, filósofo, crítico social e palestrante. Estudioso de filosofia política com ênfase em política conservadora. Mantém o blog http://medium.com/do-contra Contato: filosofo.pedro.henrique@gmail.com

Latest posts by Pedro Henrique (see all)


Comente com o Facebook

Compartilhe:

contato@ilmg.org.br